Os brasileiros vão precisar colocar a casa em ordem. Pesquisa do instituto Data Popular aponta que mais da metade dos 56 milhões de imóveis residenciais urbanos do país necessitam de algum tipo de reforma ou reparo.

Mão de obra variada e garantia são trunfos de empresas de reformas.
É de olho nessa demanda que as empresas que prestam esses serviços aproveitam para crescer.

Ao mediar o contato entre o profissional especializado e o cliente, em geral pela internet, sites como Dr. Resolve, Dr. Marido, SOS Aqui, GetNinjas e Marido de Aluguel viram a sua clientela aumentar, em média, 25% no ano passado.

O mercado é promissor. A previsão é que sejam gastos R$ 146 bilhões em reformas neste ano, segundo o estudo do Data Popular -desse total, R$ 69 bilhões sairão de bolsos de famílias da região Sudeste.

Para Cláudio Conz, presidente da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), a dificuldade de encontrar profissionais preparados faz com que os clientes aproveitem a oportunidade e só permitam que o trabalhador deixe o imóvel depois de fazer mudanças que não estavam previstas no início da obra.

“São coisas que começam como algo simples, como pintar a casa ou trocar o revestimento da cozinha ou do banheiro. Mas o cliente pensa: já que estou fazendo isso, vou aproveitar e mudar aquilo também.”

MEDIADORES

Para quem não conta com um arquiteto ou engenheiro supervisionando a obra, contratar uma empresa especializada em reformas tem sido uma saída para minimizar os riscos de escalar a pessoa errada para o serviço.

O respaldo, porém, tem seu preço. Além da diferença de orçamento entre as empresas, em geral os valores são maiores que os cobrados por autônomos.

A pintura de um imóvel de 100 m², por exemplo, pode custar a partir de R$ 800 se feita por intermédio de uma empresa -um autônomo cobraria cerca de R$ 500, por exemplo.

Para serviços de alvenaria, como a troca de pisos, o valor médio nas empresas é de R$ 30 o metro quadrado (com autônomos, sairia por aproximadamente R$ 25 o metro quadrado).

A diferença, segundo entidades do setor, é a garantia. De acordo com o Procon-SP, os serviços de reforma, em geral, têm garantia de 90 dias após a entrega. No caso das empresas, esse prazo pode chegar a seis meses.

A Dr. Resolve, fundada em 2010, tem 600 franquias e 10 mil profissionais no país, segundo David Pinto, presidente da empresa. O site recebe mais de 3.000 visitas mensais. “O diferencial é que o cliente tem mais respaldo e pode resolver falhas pelo telefone, com a ouvidoria.”

Segundo ele, dos mais de 36 mil atendimentos em quase três anos, 69 queixas foram registradas pela ouvidoria e resolvidas com o cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *